Zago dá um golpe e impede representantes discentes de participarem do Conselho Universitário mais importante do ano!

08 de julho de 2016, 15:57

Compartilhe:

Reitoria quer barrar Representantes Discentes no Conselho Universitário mais importante do ano!

 

Neste dia 12 de julho acontecerá o Conselho Universitário mais importante do ano, onde serão tomadas decisões sobre os temas centrais reivindicados pela greve geral da USP (vestibular e SISU, jornada de trabalho dos trabalhadores e o novo Plano de Demissões Voluntária da Reitoria) e a a Reitoria está tentando barrar a participação dos representantes discentes através de um golpe!

Aguardamos, desde às 8h da manhã, o Professor Ignácio Maria Poveda Velasco para uma reunião para entendermos qual é o problema de fato, mas o Secretário Geral literalmente fugiu da Reitoria às 15h da tarde, sem que o víssemos para não se reunir com os Representantes Discentes!

Há algumas semanas, o DCE-Livre da USP questionou a reitoria via e-mail pela demora para que os Representantes Discentes fossem a Diário Oficial – necessário para que possam participar oficialmente com direito de voto das reuniões do CO. A resposta foi estranha: nos exigiram uma série de documentos que jamais foram necessários desde que as eleições do DCE da USP são realizadas e sequer requisitados pelo regimento da USP. Na entrega dos documentos, fomos intimidados com ironias e infantilização dos nossos métodos históricos, dando a entender que não teríamos os RDs protocolados, porque segundo eles as eleições não são legítimas. De todas as exigências, a mais esdrúxula foi a de que entregássemos cópias dos documentos de todos os integrantes das chapas, algo completamente insensato, uma vez que avaliação disto compete unicamente à Comissão Eleitoral independente composta por estudantes. Essa é a mesma reitoria que processa estudantes por “falarem muito alto” nas reuniões e que busca a todo tempo motivos para punir aqueles que lutam!

É um absurdo escandaloso que a reitoria queira interferir nos métodos do movimento estudantil, criados e aprimorados desde a refundação do DCE-Livre da USP. Nossas decisões são tomadas de maneira independente através de fóruns estudantis democráticos. Qualquer mudança a ser feita deve ser decididas pelos estudantes e não imposta pela reitoria! É inadmissível esta postura irresponsável e abusiva da parte do reitor Zago!

A fiscalização das eleições é feita, inclusive, de maneira profissional por todas as chapas participantes do processo, juntamente à comissão eleitoral definida pelo Conselho de Centros Acadêmicos Eleitoral. Além disso, o próprio Regimento Geral da Universidade de São Paulo diz que não compete à reitoria a análise das eleições estudantis para o DCE-Livre da USP e Representação Discente, segundo o artigo 222:

 

  • 1o – As eleições para a representação discente serão realizadas pelo Diretório Central dos Estudantes para o Conselho Universitário e os Conselhos Centrais, e pelos Centros Acadêmicos e Grêmios para os colegiados das respectivas unidades, mediante a constituição de comissões eleitorais e de acordo com regimento próprio aprovado em seus fóruns, que não poderá contrariar as regras deste regimento. (acrescido pela Resolução nº 4801/2000 – ver também a Resolução nº 4808/2000)

 

Por último, deixamos claro que esta manobra ridícula não passará! Estamos cansados das manobras autoritárias do reitor Zago. Deveriam aprender com os estudantes e fazer eleições democráticas para diretores de unidade e reitoria, mas preferem se utilizar dos métodos truculentos para garantir seus interesses! Este Conselho Universitário debaterá temas que dividem politicamente a universidade, portanto há chances de que a vontade do reitor Zago seja contrariada. Para ele evitar isto, parece valer tudo! Em 2015, o CO com o mesmo tema teve votações muito apertadas. Todos os representantes devem estar nesta reunião e é de uma desonestidade arrogante que nos impeçam de participar através de manobras burocráticas! Nenhum reitor jamais fez algo do tipo: Zago bateu o recorde no quesito abuso de poder!

Nenhum Representante Discente, independente de posição política, ficará de fora da reunião do Conselho Universitário do dia 12/07. Neste dia secretário nenhum poderá fugir. Estamos em greve há mais de dois meses e está é uma reunião decisiva. Chamamos todas e todos ao ato que será construído juntamente com o Sintusp em frente ao Conselho Universitário, às 14h na Reitoria da USP!
O golpe de Zago não passará! Fora Zago!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *