Absurdo: pró-reitoria de Zago quer proibir estudantes de participarem de Congresso Nacional

28 de abril de 2015, 17:57

Compartilhe:

Nos dias 6, 7 e 8 de maio, acontecerão as eleições de delegados da USP ao 54º Congresso da União Nacional dos Estudantes. Este congresso reúne estudantes de praticamente todas as universidades do Brasil, públicas e privadas. A UNE possui uma história de mais de setenta anos, dentro da qual muitos estudantes da USP tiveram papel importante, como Alexandre Vannucchi Leme, que hoje dá nome ao DCE-Livre.

Há uma semana, o DCE-Livre, responsável pela organização das eleições de delegados, solicitou, frente à Pró-Reitoria de Graduação a impressão das listas de alunos de graduação matriculados em 2015. A impressão das listas demanda um trâmite simples (basta a autorização da Pró-reitoria) e é fundamental para a realização das eleições da USP. As listas emitidas pela universidade comprovam os estudantes regularmente matriculados e, portanto, aptos a votar no semestre. Dentro do padrão de lisura envolvido nas eleições estudantis, trata-se de critério tido como fundamental pelo DCE-Livre. Além disso, trata-se de procedimento padrão da universidade quando se apresenta demanda de qualquer entidade e, sobretudo, da entidade representativa dos estudantes. Em toda eleição de DCE (incluindo a mais recente, realizada neste abril de 2015), de delegados para congressos nacionais ou similares, a Pró-reitoria de graduação, mediante o envio do ofício, sempre disponibiliza, sem nenhum atravancamento, as listas dos estudantes solicitadas.

Entretanto, não é o que está acontecendo na atual situação. De maneira estranha e absurda, desde que solicitou, por meio de ofício, as listas para as eleições em 6, 7 e 8 de maio, o DCE-Livre tem sido sucessivamente ignorado por parte do pró-reitor Antonio Carlos Hernandes, não tendo recebido nenhuma resposta deste e, ainda pior, tem ouvido, por parte de funcionários da pró-reitoria, informações preocupantes. Na data de hoje (28), o DCE-Livre foi informado, descaradamente, que a autorização da impressão das listas seria dada, apenas, diretamente pelo pró-reitor, Antonio Carlos Hernandes, e pelo reitor da USP, Marco Antonio Zago! Ou seja, aparentemente, Zago e seu pró-reitor querem ter, ao alcance de suas mãos, a prerrogativa de permitir ou vetar a participação de estudantes da USP em um congresso nacional que reúne milhares de estudantes do Brasil todo! Desta maneira, querem decidir se a maior universidade do país, a USP, estará ou não representada neste congresso. Definitivamente, trata-se de uma prerrogativa que não pode ser atribuída à administração da universidade. A conquista da autonomia estudantil para debater os rumos do movimento de estudantes é uma conquista histórica, trazida pela democratização do Brasil e da qual o DCE-Livre jamais abrirá mão.

Estranhamos o fato de uma medida (a impressão de listas), que antes era feita rapidamente, agora depender da autorização pessoal do reitor e de seu pró-reitor. Não permitiremos que qualquer medida deste perfil inviabilize a participação dos estudantes da USP no CONUNE de 2015, com a qual o DCE-Livre se compromete definitivamente. Na ocasião que seja, consideramos ser obrigação da pró-reitoria atender às demandas oficiais de qualquer entidade legítima, para participação em qualquer evento ou congresso. Denunciamos como ainda mais absurda a atual represália, por ser realizada sobre o DCE-Livre, entidade de longa história e de legitimidade inconteste frente a dezenas de milhares de estudantes, e sobre a participação de todos os estudantes da USP em um congresso da União Nacional dos Estudantes. Isto é inadmissível.

Exigimos publicamente a resolução imediata deste impasse e nos comprometemos a seguir informando os estudantes sobre o andamento da questão. A impressão das listas é uma medida simples (ao mesmo tempo importante para o movimento estudantil) e que deve ser imediatamente encaminhada pela Pró-reitoria de Graduação, sob risco da administração da USP demonstrar, com sua atitude atual, animosidade inconcebível perante os estudantes da USP.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *