Vitória do Movimento Estudantil: USP desiste de processo contra os estudantes que ocuparam a diretoria da EACH

24 de maio de 2014, 11:39

Compartilhe:

Há anos a comunidade eachiana vêm lutando pela transparência em relação às condições ambientais da USP Leste. O movimento, em vez de respostas, foi negligenciado por sucessivo silêncio de seus diretores, quando não atacado com um recorde de sindicâncias e processos.

Na ausência de diálogo, no dia 02 de outubro de 2013, @s estudantes da USP Leste ocuparam o prédio administrativo da Escola de Artes Ciências e Humanidades (EACH) na busca por negociação com o vice-diretor em exercício Edson Leite, que assumiu a função após afastamento do diretor Jorge Boueri.

O movimento estudantil ocupou a diretoria por quase 20 dias reivindicando a descontaminação da EACH e democracia na gestão da única universidade pública da Zona Leste de São Paulo. Em vez de negociação, a direção chamou o camburão e com a força de mais de 50 PMs @s estudantes foram expuls@s da diretoria no dia 19 de outubro de 2013. Três delxs foram processad@s sendo obrigad@s a arcar com um valor de 10 mil reais.

Entretanto, a mobilização foi mais forte e numa vitória inédita do movimento estudantil e de tod@s @s trabalhadorxs da EACH, os processos foram cancelados pela USP.

A comunidade eachiana continua lutando por uma universidade democrática, a despeito dos ataques da reitoria e da atual direção que, à revelia do movimento, tem tomado decisões em conjunto com a Superitendencia do Espaço Físico, sob responsabildiade de Osvaldo Nakao e da reitoria de Antônio Zago. Nesse momento, a comunidade da USP Leste está alocada em diferentes pontos da cidade em condição de precariedade.

Essa vitória fortalece @s estudantes da EACH, pois lutar não é crime. Não aceitamos precarização. Somos todos EACH!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *