Rodas não pode reintegrar a reitoria em meio à negociação

04 de novembro de 2013, 22:46

Compartilhe:

O DCE da USP manifesta seu completo repúdio à decisão judicial, deferida hoje, pela reintegração de posse do prédio da reitoria.

Até agora, a reitoria perdeu duas vezes na Justiça o pedido de reintegração de posse. Já na primeira semana da ocupação, em primeira instância, o juiz deu parecer amplamente favorável aos estudantes e à legitimidade de seu movimento. No dia 15/10, no Tribunal de Justiça (TJ), instância superior, o desembargador concedeu 60 dias para que a desocupação fosse realizada por meio de um processo de diálogo.

Semanas atrás, após a resolução do TJ, a reitoria da USP entrou com mandato de segurança, buscando reduzir o prazo estipulado pela Justiça. Agora, tal pedido é aceito.

Considerando o caráter legítimo, político e democrático de nosso movimento, bem como o atual estágio do processo de negociação, consideramos que a decisão da Justiça não deverá ser concretizada. Hoje mesmo, por exemplo, o Comando de Greve Estudantil indicou a aprovação do atual termo de acordo entre estudantes e reitoria, e a decisão final sobre o tema será realizada já na quarta-feira às 18h no prédio de História. É papel da própria universidade interceder nesse sentido. Amanhã pela manhã, ainda, os advogados do DCE irão comunicar a Justiça da atual situação de negociação, solicitando nova audiência de conciliação entre reitoria e estudantes, negando a reintegração de posse.

Caso a disposição da reitoria e da Justiça não seja essa, os estudantes não titubearão em resistir ao que será mais uma demonstração de truculência e autoritarismo por parte da reitoria e do governo do Estado. Não iremos admitir nenhuma repressão ou reintegração de posse. Não iremos admitir nenhum golpe da reitoria em meio ao processo de negociação. Chamamos a que toda universidade e a sociedade se levantem em nome da democracia, do diálogo e do direito dos estudantes em se manifestar.

Sobretudo, convocamos os estudantes: estejam na assembleia geral de quarta. Será neste espaço que poderemos decidir, com autonomia, os rumos que queremos e temos direito a dar ao nosso movimento. Em particular, o DCE acredita que temos a grande oportunidade, nesse momento, de consolidar nossas conquistas e ter um desfecho vitorioso ao movimento. E a luta se ampliará no próximo período..

Democracia na USP Já!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *