Não basta negociar: a reitoria tem de atender às reivindicações dos estudantes

22 de outubro de 2013, 08:02

Compartilhe:

Após a forte pressão do movimento estudantil, finalmente a reitoria sentou para negociar na manhã desta segunda-feira (veja o informe em: http://www.dceusp.org.br/2013/10/informe-da-1a-reuniao-de-negociacao/). Consideramos uma vitória do movimento garantir – a revelia da vontade da reitoria – que suas pautas sejam negociadas.Este espaço foi importante não apenas para apresentarmos nossas reivindicações como para obter a garantia de que o semestre letivo não será cancelado naqueles cursos em que esteja ocorrendo greve.

No entanto, exigimos muito mais. Os estudantes da USP estão se mobilizando e querem respostas para suas demandas. É necessário que a reitoria tome medidas concretas em favor de todas as pautas reivindicados. Queremos saber: afinal, o que pensam a respeito das eleições para reitor? pretendem adotar diretas já neste ano? o que pretendem fazer a respeito da necessidade urgente de uma estatuinte? ela será democrática e aberta a todos? teremos a garantia da devolução dos blocos K e L ao CRUSP? ainda teremos processos e perseguições a estudantes, funcionários e professores que se mobilizam? E assim sucessivamente exigiremos que a reitoria se posicione a respeito de todas as pautas reivindicadas.

Sabemos ainda que, assim como o próprio processo de negociação foi fruto de nossa luta, a conquista de nossas reivindicações não será dada de graça. É preciso mantermos a postura firme que mantivemos até aqui para demonstrarmos que os estudantes não vão desistir até que tenham uma vitória. Esteja atento ao calendário de atividades geral e específico de seu curso. Participe e chame seus colegas para garantirmos uma negociação vitoriosa!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *