Escândalo: Superintendente de Segurança da USP compara estudantes do Direito ao PCC

09 de agosto de 2013, 16:11

Compartilhe:

Na tarde desta sexta-feira, 09/08, o Superintendente de Segurança da Universidade de São Paulo, Coronel Jeferson Almeida, comparou os estudantes da Faculdade de Direito (FD), atualmente em greve, ao Primeiro Comando da Capital (PCC). Em publicação do DCE no Facebook (veja as imagens abaixo), em que se retratava foto do “Comando Aberto de Mobilizações da Greve” dos estudantes, o Coronel da PM e Superintendente da USP, por meio de seu perfil pessoal, escreveu: “Primeiro Comando… só falta inserir Capital”

Trata-se de um escândalo e absurdo sem precedentes. O suposto responsável pela segurança do conjunto da comunidade universitária uspiana simplesmente comparou estudantes da USP a criminosos! Os estudantes da FD entraram em greve ontem, 08/08, em assembleia com mais de 600 pessoas, em resposta ao descaso da direitoria da unidade com a grade curricular do curso. Além disso, o diretor da Faculdade restringe a democracia local por meio de várias medidas, como a proibição da colagem de cartazes estudantis pelas paredes da Faculdade.

O que acontece no Direito tem forte relação com a USP inteira. A atual grade curricular foi implantada justamente por João Grandino Rodas, quando o atual reitor era Diretor da FD (Rodas, hoje, é considerado persona non grata no Largo São Francisco). Jeferson Almeida, por sua vez, ao lado de Luiz de Castro Júnior e Valter Alves Mendonça, todos da Polícia Militar, foi também nomeado para a Sperintendência de Segurança da USP diretamente por Rodas, em 2012, mesmo após os protestos contra a criação do convênio entre USP e PM.

Agora, o Coronel da Polícia Militar se utiliza de seu perfil pessoal nas redes sociais e da autoridade de seu cargo na universidade para criminalizar os estudantes, em especial aqueles que estão se mobilizando, como na Faculdade de Direito. Inadmissível! Nas mobilizações do mês de junho, ficou claro o papel desempenhado pela PM na sociedade e sua relação direta com o atual governador do Estado, Geraldo Alckmin. Isso se fazer presente de manera tão escancarada dentro da própria universidade, onde se espera a liberdade de pensamento e manifestação, é ainda mais revoltante!

Em seu perfil no Facebook, Almeida tem relações com páginas como “Amigos do Partido da Segurança Pública e Cidadana (PSPC)”. O DCE descobriu, também, que o Coronel da PM costuma “confirmar presença” em boa parte dos eventos políticos criados pela entidade na rede social, com claro objetivo de espionagem.

Este escâdalo é mais um prova da profunda falta de democracia existente hoje na USP. Mais do que isso, do nível exacerbado de arbitrariedade e autoritarismo presente na conduta da maior parte dos dirigentes da universidade. Tal cenário só pode ser revertido com a transformação profunda da atual estrutura de poder na USP, em que ganha destaque a necessidade imediata e urgência de que haja eleições diretas na universidade já em 2013.

O DCE da USP não admitirá que essa realidade siga adiante. Exigimos que a USP se pronuncie imediatamente a respeito da declaração realizada por Jeferson Almeida em relação aos estudantes de Direito da USP, assim como o afastamento imediato do Coronel da PM de suas funções políticas dentro da Universidade. Os ventos das mobilizações de Junho, a partir do Direito, já começam a se fazer sentir dentro da USP e não admitiremos os mandos e desmandos da Reitoria e de seus aliados.

– Que a reitoria se pronuncie imediatamente a respeito do ocorrido e afaste o Coronel Jeferson Almeida de seu cargo na USP.
– Que sejam atendidas imediatamente todas as reivindicações dos estudantes da Faculdade de Direito, que estão em greve.
– Pela democratização radical da USP, com eleições diretas para reitores, diretores e chefes de departamento, paridade na votação e fim da lista tríplice.
– Pelo fim da criminalização do movimento estudantil na universidade e, portanto, o fim da convênio entre PM e USP

coronel PM USP

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *