Posicionamento da FMVZ sobre a mobilização

23 de novembro de 2011, 12:55

Compartilhe:

Nós, alunos da Faculdade de Medicina Veterinária, reunidos em duas Assembléias Gerais nos dias 17 e 22 deste mês, deliberamos pelo apoio a todos os eixos do movimento:
Entendemos que o convênio com a Polícia Militar se deu em momento de crise na segurança, evidenciado, mas não restrito, pela morte do colega da FEA. Entendemos que a presença da PM no Campus per si não garante a segurança e serve aos interesses da Reitoria em coibir a oposição da comunidade à sua gestão. A segurança da Universidade não deve em hipótese alguma servir como justificativa ao constrangimento de alunos, professores e funcionários, quer na sua rotina diária, quer no seu direito democrático de livre associação e manifestação.

Entendemos que o processo arcaico de escolha do Reitor, desde sua pretensa eleição por pequeno segmento da Universidade, já por si uma farsa, até sua nomeação pelo Governador do Estado, está na base dos problemas atuais da Universidade. Uma reitoria não representativa, que não dialoga com a comunidade universitária, nem atende aos seus questionamentos e anseios, é uma absoluta perversão dos ideais democráticos. Não reconhecemos a representatividade da atual Reitoria e somos favoráveis à formação de Estatuinte que permita a escolha paritária (feita por professores, estudantes e funcionários) e democrática da Reitoria, sem ingerência do Governo do Estado.

Por características específicas do curso de Medicina Veterinária, onde há a imbricação das aulas com o atendimento aos animais realizados pelo Hospital Veterinário de Pequenos Animais, Hospital de Ruminantes, Hospital de Eqüinos e Ambulatório de Aves, deliberamos pela continuidade das aulas, entretanto apoiamos o Movimento de Greve na Universidade e paralisaremos as aulas nesta quinta-feira, em apoio ao ato na Av. Paulista.

Fora PM, Fora Rodas!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *