Nota DCE-Livre da USP sobre paralisação na EEL (campus Lorena)

10 de agosto de 2011, 13:32

Compartilhe:

São Paulo, 10 de agosto de 2011

Desde 2006, quando da incorporação da extinta Faenquil à USP, professores e servidores técnico-administrativos da Escola de Engenharia de Lorena da USP (EEL) não foram incorporadas/os ao quadro funcional da Universidade. Entendemos que a situação, ainda indefinida, se reflete nas condições de ensino, pois as e os estudantes do campus têm que lidar, muitas vezes, com superlotação de matérias, falta de bolsas de iniciação científica e falta de funcionárias/os técnicas/os nos laboratórios, uma vez que essas/esses funcionárias/os estão sobrecarregadas/os para garantir o funcionamento da Escola.

Além disso, podem-se destacar as diversas reivindicações de melhores condições de permanência estudantil, que nunca foram atendidas. O campus de Lorena da USP segue sem um restaurante universitário, sem moradia estudantil e sem transporte, o que leva muitos a correr riscos em caminhadas noturnas de muitos quilômetros do campus ao centro da cidade. Em 2010, o então diretor da unidade assinou uma carta de compromisso com as/os estudantes, em audiência pública com o DCE-Livre da USP, prometendo resolver tais problemas.

Depois de cinco anos de todo esse imbróglio e de muita pressão das e dos servidores dessa unidade, o reitor João Grandino Rodas acenou positivamente para a resolução do problema da incorporação junto ao governador Geraldo Alckmin. No entanto, passaram-se quase três meses e nenhum avanço foi apresentado pela reitoria. Pelo contrário, o contrato dessas/es servidores se expira nesse dia 10 e não há previsão alguma para a resolução do problema.

Diante disso, professores e servidores técnico-administrativos decidiram, no dia 9 de agosto de 2011, por paralisação da unidade por tempo indeterminado, até que haja algum avanço na resolução do caso. A assembléia que deliberou a paralisação contou com mais de 300 pessoas e com incrível participação dos estudantes durante o debate.

O DCE-Livre da USP declara apoio às reivindicações dos servidores e a eles soma sua voz exigindo que o reitor João Grandino Rodas tome as providências necessárias para a alteração do Artigo 2º da Lei nº 11.814, de 23/ 12/2004, que possibilita a incorporação desses servidores ao quadro funcional da USP.

O pouco comprometimento da reitoria na solução da questão demonstra, mais uma vez, sua indiferença com a qualidade de ensino na USP. No começo do ano, houve a tentativa de cortar mais de 300 vagas na EACH, porém as paralisações e a resistência da comunidade universitária fizeram com que a direção da Universidade recuasse na sua decisão. Por outro lado, rios de dinheiro foram destinados à compra de imóveis milionários em bairros nobres de São Paulo. Obras de caráter, no mínimo, duvidoso, como, por exemplo, o Centro de Convenções que está com sua obra em andamento próximo ao Portão III da Cidade Universitária, consumiram outros milhões de reais. Enquanto isso, a USP há anos viras as costas para as reivindicações de estudantes, professores e funcionárias/os técnico-administrativos por melhores condições de trabalho e estudo. Não podemos deixar de ressaltar também a maneira como foi decretada a transferência do curso de Engenharia de Petróleo da Escola Politécnica para o futuro campus de Santos, o qual, segundo consta, dispõe de um simples barracão para receber esse curso. Os exemplos recentes de criação de novos campus dão motivos de sobra para a preocupação.

Diante do posicionamento das/os servidores favorável à paralisação, exigimos uma reunião extraordinária do reitor João Grandino Rodas com o DCE-Livre da USP, para que ele possa posicionar-se frente a este caso e mais do que isso, para que tome as providências necessárias para a normalização e retomada das atividades acadêmicas na unidade da USP de Lorena o quanto antes e com a situação resolvida de fato.

O DCE-Livre da USP se coloca à disposição dos estudantes para esclarecimento de qualquer dúvida ou questionamento e continuará, como sempre em sua história, ao lado da luta daquelas e daqueles que defendem a educação!

Diretório Central dos Estudantes Livre “Alexandre Vannucchi Leme”
Gestão Todas as Vozes

 

One Response to Nota DCE-Livre da USP sobre paralisação na EEL (campus Lorena)

  1. Prezados alunos,

    Parabens pelo texto e as informações sobre o problema do nosso quadro de servidores da extinta autarquia FAENQUIL.
    Agradecemos a atenção, respeito e apoio pela nossa causa.
    Obrigado. A luta continua!
    Fernando Castro
    servidor desde 1981

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *