Boletim do DCE – Edição EACH (Junho/2011)

01 de junho de 2011, 15:29

Compartilhe:

Vitória do Movimento Estudantil: mais de 4000 nas eleições pro CONUNE!

De 16 a 20 de maio, aconteceram na USP as eleições de delegad@s para o Congresso da UNE, que será realizado em julho na cidade de Goiânia. As eleições foram precedidas por uma série de debates sobre a situação da educação no Brasil e na USP foi realizada pelo DCE.

Segue resultado das eleições: 1) Nossa Voz: 3500 votos; 2) Quem vem com tudo não cansa: 301 votos; 3) A UNE é pra lutar: 262 votos; 4) AJR – Reconstruir a UNE pela base: 44 votos. Consideramos uma vitória a participação de mais de 4000 estudantes nas eleições e no debate sobre os rumos do movimento estudantil nacional. O quórum mínimo para que a USP pudesse estar representada não só foi atingido como em muito superado.

A EACH foi fundamental para essa eleição, com a participação de quase 400 estudantes. Para a gestão “Todas as Vozes” do DCE, tal processo foi muito importante para o movimento estudantil uspiano. Agradecemos a ampla participação d@s estudantes nas eleições e convidamos a tod@s para construir o movimento estudantil na USP e no Brasil.

Falta de segurança: a USP precisa apontar soluções reais!

No último 18/05, a USP assistiu ao resultado mais cruel da falta de segurança pública na Cidade Universitária. Felipe Ramos de Paiva, estudante da FEA, pagou uma conta que não era sua, mas sim da ausência de planejamento urbano, de segurança e de integração com a sociedade pela qual passa hoje a universidade. Este fato chocou toda a USP e recebeu destaque até mesmo fora da Universidade. O DCE lamenta profundamente o acontecido e oferece solidariedade a parentes e amigos.

A ocorrência de crimes na USP não é novidade. Mas até quando a administração da USP vai se eximir da responsabilidade de debater segurança? A USP é uma instituição autônoma e deve resolver seus problemas com responsabilidade, democracia e independência. Há anos os estudantes reivindicam medidas básicas de segurança na Cidade Universitária, como melhor iluminação de ruas e o treinamento efetivo da Guarda Universitária, e não são atendidos. Em contrapartida, a reitoria gasta mais de R$ 20 milhões na compra de imóveis fora dos campi da USP outros R$ 240 milhões em obras de interesse duvidoso como um novo centro de convenções.

A reitoria precisa assumir suas responsabilidades! Exigimos soluções concretas!

Está na hora de a reitoria da USP assumir a responsabilidade pela violência dentro da universidade. Medidas preventivas são necessárias e urgentes, como a iluminação das ruas, o aumento no efetivo e treinamento da Guarda Universitária. Mais do que isso, é necessário fortalecer a USP como um espaço verdadeiramente público e democrático. Não devemos nos iludir com soluções falsas e imediatistas, que buscam apenas acalmar os ânimos de setores da sociedade, mas não garantem que a USP, de fato, resolva seus problemas.

Permanência estudantil é direito d@s estudantes!

As bolsas e auxílios são direitos de todo e qualquer estudante que necessite delas para garantir sua permanência na universidade. Porém, a realidade encontrada é outra. Infelizmente esse direito é encarado pela reitoria e “assistência social” (COSEAS) como um favor, uma caridade da universidade para os estudantes de baixa renda. Na EACH não é diferente, os estudantes que precisam recorrer à COSEAS tem enfrentado diversos problemas: não há moradia estudantil no campus e a bolsa auxílio de R$ 300 é claramente insuficiente para manter os custos de moradia; não há transparência nos processos e critérios de seleção; são muitas as reclamações da atuação da COSEAS por parte dos estudantes que precisam das bolsas.

Com a gestão Rodas, o processo de elitização da universidade pública parece estar cada vez mais nítido, após propostas de mudanças no INCLUSP e no vestibular, que cada vez mais dificultam a entrada de estudantes da escola pública. Na EACH, muitos estudantes que já recebiam o auxílio foram prejudicados e tiveram suas bolsas cortadas antes mesmo de completarem um ano como bolsistas. Neste ano houve na unidade um aumento no número de bolsas (10 bolsas para transporte e 15 para moradia) e redução de 10 bolsas de alimentação. No entanto, ainda este número é insuficiente para atender a demanda do campus.

O DCE livre da USP protocolou ofício solicitando uma reunião com a COSEAS para que preste esclarecimentos sobre a situação dos estudantes que perderam suas bolsas. Entendemos que essa deva ser uma questão prioritária em nossa universidade.

Nosso Espaço, Nossa voz!

Nós estudantes temos discutindo sobre a autonomia dos espaços estudantis desde a implantação da EACH. É fundamental para as entidades estudantis (Centros Acadêmicos e Atléticas) ter um espaço para as atividades, festas e reuniões, assim como para todos os estudantes da EACH. Esse espaço deve ter a “cara” dos estudantes, sendo responsáveis por administrá-lo.

Sabemos que o espaço que temos hoje não é o mais adequado para essas atividades. Assim, coletivamente, em 2009 começamos a discutir a possibilidade de nos mudarmos do prédio onde estamos para o antigo “laranjinha” que estava sem uso acadêmico e/ou administrativo. Fizemos um processo que culminou em um plebiscito. Mas, apesar de toda movimentação, a mudança que foi negociada com o antigo diretor não ocorreu.

Na gestão Boueri, foi imposta uma nova proposta: não há garantia de espaço de vivência e o espaço seria dividido com grupos de pesquisa. Nós do DCE-Livre da USP queremos que o diretor reconheça nossas entidades e que a opinião dos estudantes seja ouvida e respeitada sobre o assunto! Acreditamos na importância dos momentos de confraternização para juntar e agregar pessoas, tomando para si a universidade, como um verdadeiro espaço público e um direito de tod@s!

Calendário:

02/05 – Auditório do biênio da POLI – às 18h

Debate: Violência e segurança na USP – problemas e soluções com Profa. Raquel Rolnik, Prof. Vladimir Safatle, Conselho Gestor do Campus e DCE Livre da USP

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *