Por dentro do Conselho de Graduação (CoG): o que tem se passado e o que vai ser discutido no dia 28/04

23 de abril de 2011, 00:22

Compartilhe:

Por Raquel Debczysnki – Estudante da Escola Politécnica, Representante Discente do CoG e Colaboradora da Gestão “Todas as Vozes.”

O que é o CoG?

O Conselho de Graduação (CoG) da USP é o fórum de discussão e deliberação sobre toda a graduação na USP. Hoje, as reuniões são fechadas e com pequena participação de estudantes. Assim, se faz necessária a abertura dessas reuniões para que suas decisões de fato representem os interesses d@s estudantes, professoras/es, funcionári@s e da população em geral.

O que foi discutido nos últimos CoGs?

Alterações no INCLUSP

No último CoG, foram aprovadas alterações no INCLUSP, programa de inclusão social de alun@s da rede pública na USP. Criado com o objetivo de aumentar de 26% a 30% a porcentagem desses estudantes na universidade, o INCLUSP até hoje não obteve sucesso. E agora deve restringir ainda mais o acesso à universidade.

O novo sistema de bonificação aumentou o bônus que pode ser alcançado pel@ estudante de rede pública. Porém, ao analisarmos a pontuação necessária para conseguir a bonificação máxima, notamos que essa mesma pontuação, sem o acréscimo de nenhum bônus, já permitiria o ingresso em quase todos os cursos da USP. As alterações atribuem a maior parcela da bonificação ao Programa de Avaliação Seriada da USP (PASUSP), que concede um bônus a pontuação tirada na prova da FUVEST pel@ estudante do Ensino Fundamental. Esse programa, contudo, tem baixa adesão e seu ápice incluiu somente 260 alunos na USP. As alterações no INCLUSP não trarão melhorias nem possibilitarão um aumento do número de alun@s de escolas públicas na USP. Somente mascara a continuidade da segregação no acesso a USP.

Biologia mercadológica em Ribeirão Preto

Houve a tentativa de aprovar alterações no curso de Biologia de Ribeirão Preto, incluindo a divisão dos cursos de bacharelado e licenciatura, impedindo @ alun@ de cursar as duas possibilidades, além da criação de 3 ênfases dentro do curso de bacharelado, enfatizando um caráter especialista e mercadológico. O projeto de novo currículo de biologia inclui a criação de um novo prédio com gastos de 6 milhões e a contratação de mais 16 docentes, criando somente 30 novas vagas na graduação. Com a grande pressão feita pela representação estudantil e por algumas/alguns professoras/es no último conselho, a pauta acabou por ser retirada da votação.

Questionamento das conquistas estudantil na EACH

Recentemente, @s estudantes tiveram uma importante vitória na EACH: barrar o Relatório Melfi para o vestibular de 2012. Entretanto, essa vitória d@s estudantes foi apresentada por professoras/es no CoG como uma decisão emocional, sem tanto conhecimento ou reflexão, permitindo a compreensão de se tratar de uma decisão temporária.

FUVEST e próximo CoG

O próximo CoG foi convocado para discutir as alterações na FUVEST. A pauta de aumento da taxa do vestibular foi adiantada e aprovada, passando a ser de R$120,00. Além disso, ainda temos alterações importantes para o rumo da Universidade que serão votados na próxima reunião:

Alteração da nota mínima de 22 pontos para 27 pontos

Teremos diminuição do número de alun@s na segunda fase e, por trás dessa alteração, sabemos que cursos com menores notas terão maior chance de terem vagas remanescentes e, assim, cria-se artificialmente um motivo para diminuição de vagas e até fechamentos de cursos de “baixa demanda social”. Além disso, a mudança representa o corte de cerca de 3% dos alunos que ingressaram na USP, os quais foram mal na primeira fase mas se destacaram na segunda.

Reescolha de opção após 3°chamada

Após a terceira chamada, pode haver a possibilidade de alterar o curso de interesse, possibilitando, assim, que estudantes que prestaram vestibular para uma carreira acabem ganhando vagas em outras carreiras, retirando a vaga de estudantes que as escolheram em primeira opção.

Diminuição do número de questões no segundo dia da segunda fase

Essa proposta visa diminuir de 20 para 16 o número de questões na segunda fase no segundo dia, com a justificativa de possibilitar que os estudantes terminem a prova, fato que não ocorreu nos últimos vestibulares. Avaliando a proposta, percebemos a incoerência de relacionar diretamente tempo de prova com o número de questões e não com seu conteúdo e preparação, sendo que essa redução prejudica @ estudante que possui menor chance de demonstrar seu conhecimento nos tópicos apresentados. Temos ainda o problema da retirada das questões interdisciplinares, que têm como intuito avaliar o raciocínio d@ estudante para além das questões tradicionais do vestibular. Sua retirada devido a sua má formulação nos últimos vestibulares representa um retrocesso.

 

ATO dia 28/04

No dia 28/04, será realizado o Conselho de Graduação que decidirá essas e outras alterações no vestibular. Contra essas mudanças, imposições e outras arbitrariedades da Reitoria será realizado um ato organizado pelo DCE em frente da mesma.

Participe das discussões na Universidade, de reuniões, assembléias e atos, entenda e conheça mais sobre a estrutura da USP e sobre as decisões que mudam nossas vidas, nosso meio e o ensino no nosso país.

Ato no CoG!

Quando? Quinta-feira (28)

Onde? Em frente à reitoria

 

 

One Response to Por dentro do Conselho de Graduação (CoG): o que tem se passado e o que vai ser discutido no dia 28/04

  1. […] 3 – Por dentro do Conselho de Graduação (CoG): o que tem se passado e o que vai ser discutido no dia 2… […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *