Calourada demonstra a força do movimento estudantil

02 de março de 2011, 10:45

Compartilhe:

Nos dias 21 a 25 de fevereiro aconteceu a semana de recepção d@s calour@s da Universidade de São Paulo. Nesse período, o DCE-Livre da USP esteve presente em diversos cursos e campi da universidade, constriundo atividades em conjunto com os centros acadêmicos e @s estudantes.

A calourada unificada, na quarta-feira, foi um momento marcante. Orgainzada autonomamente pelo DCE e pelos centros acadêmicos, as atividades ao longo do dia puderam demonstrar a força da organização coletiva.

Na abertura do evento, os professores Francisco Miraglia e Jorge Souto Maior debateram a conjuntura atual da USP e o caráter da atual reitoria. O DCE-Livre, por sua vez, apresentou o movimento estudantil e explicou o mote da calourada (“eu me organizando posso desorganizar”) chamando tod@s à organização coletiva. A recepção d@s calour@s aconteceu em meio a um momento delicado na USP, no qual a administração da universidade demonstar-se cada vez mais antidemocrática e indisposta ao diálogo com a comunidade universitária. Por isso, a calourada foi importante para demonstrar que @s estudantes querem se fazer ouvir, reivindicando que a USP seja de fato democrática!

O ato realizado em frente á reitoria, que contou com a presença de diversas entidades estudantis, foi fundamental nesse sentido. Também a aula magna, ministrada pelo professor Vladimir Safatle no auditório Camargo Guarnieri, reunindo mais de 500 pessoas. Com esses dois grandes momentos, a defesa da universidade pública e da livre organização de estudantes, professoras/es e funcionári@s foi colocada como central no ano de 2011. Encerrando o dia de atividades, um grande show aconteceu no Velódromo da USP, reunindo cerca de 5000 estudantes e marcando a confraternização entre @s calour@s e veteran@s (confira fotos no Facebook). O ano está apenas começando e a calourada foi um primeiro momento importante. Em 2011, o movimento estudantil, construído de maneira ampla e democrática, será a ferramenta de tod@s na luta pela universidade pública!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *